Além do Tratamento de Álcool

Inicialmente, as primeiras tentativas de lidar com comportamentos aditivos surgiram relativamente ao tratamento do Álcool. E assim se concentraram os esforços durante algumas décadas. Infelizmente, com o passar dos anos, mais e mais drogas se foram tornando de fácil acesso e, depressa, os centros de tratamento de alcool se revelavam insuficientes para as exigências das consequências do consumo destas outras substâncias. As drogas começam a assumir uma imponência efetiva e as mortes e a desgraça mostravam-se cada vez mais reais e inevitáveis.

No entanto, o processo de adição envolve uma dependência que não se circunscreve, necessariamente, a uma substância química. Efetivamente, até na dependência química o problema não está nas drogas nem no álcool em si mesmos – mas sim na relação que se estabelece com elas.

Assim, independentemente da «droga» escolhida, todo o adicto acaba envolvido numa relação não saudável e obsessiva com essa substância, objeto ou acontecimento, procurando a produção dos efeitos emocionais e de humor que deseja em consequência do seu uso.

Exemplos de outro tipo de dependências: comida, jogo, sexo, roubo, compras, trabalho...

Nestas dependências, o familiar facilmente acaba por identificar no doente os mesmos sintomas que nas dependências químicas: acima de tudo, a relação de obsessão descontrolada, a negação de que existe um problema, ou a fuga à possibilidade de se tratar, e o sofrimento daqueles que o rodeiam. Mesmo se o caso é de alcoolismo, o tratamento terá que ir muito além do tratamento do álcool ou da droga em questão... O que procuramos é tratar a pessoa na sua complexidade e individualidade.

.TEM ALGUMA QUESTÃO?
Clínica Linha d'Água || Tratamento de Dependências - Álcool, Drogas, Outras Adições. Contate-nos